Notícia

7 vantagens da gamificação de treinamentos nas empresas


7 vantagens da gamificação de treinamentos nas empresas

Tendência alia competição a treinamento visando melhorar performance

Os jogos foram criados para divertir e motivar as pessoas há séculos. Em 1973, o visionário Charles Conradt percebeu o engajamento que havia nos jogos e resolveu utilizar as técnicas motivacionais para o escritório e mundo corporativo. Para isso idealizou o então “Game to Work”, consultoria que mais tarde cedeu o seu nome para o livro de grande sucesso.

“Gamificar” algo é fazer uso da dinâmica ou mecânica de jogos a fim de engajar pessoas em contextos de aprendizados, tornando a experiência mais divertida e prazerosa. No mundo empresarial, há um número infinito de possibilidades para gamificar as situações, atualmente existem técnicas mais utilizadas no mercado como programa de pontos, rankings, badges entre outros.

Com isso, a empresa e funcionários acabam ganhando, gerando uma disputa sadia que resulta em diversas vantagens - entre elas, postura estratégica, raciocínio rápido e desenvolvimento de habilidades. Pablo Coelho, sócio-fundador da Produtiva, empresa que presta consultoria e cria jogos sob demanda para seus clientes, contou as 7 principais vantagens sobre trazer o conceito de gamificação para sua empresa, confira:

  1. Os jogos trazem a realidade de maneira lúdica e de fácil compreensão para o colaborador.
  2. Os jogos associados ao desenvolvimento das pessoas desenvolvem os negócios porque motivam atitudes positivas e inovadoras.
  3. É por meio da gamificação dos treinamentos que as pessoas podem ser capazes de serem mais críticas e fazerem melhores escolhas.
  4. Os jogos dão a possibilidade de construir um ambiente mais divertido para o aprendizado, um ambiente que a colaborador possa tomar decisões mais assertivas.
  5. Os jogos possibilitam as pessoas errarem sem gerar nenhum tipo de transtorno para as empresas ou para o seu procedimento porque os jogos de uma forma geral precisam dar suporte ao erro. “Se eu errar, posso recomeçar, aprender com meu erro e avaliar meu desempenho e depois de passar por várias etapas, buscar cada vez mais a superação.
  6. Os jogos quando trazem assuntos relevantes para o dia a dia das pessoas e engajam mais os colaboradores a participarem dos processos.
  7. O conteúdo do jogo quando é significativo e com objetivos direcionados às metas da empresas. Além disso, também trazem resultados mais concretos e não fazem as pessoas perderem tempo.

 

"As pessoas querem conteúdos relevantes, significativos e inspiradores." afirma Valéria Martins, Diretora de Marketing da Produtiva, “Para isso o ideal é encontrar profissionais experientes no mercado, para que a gamificação não acabe virando frustração”, completa a diretora.